HAIKU DE UM POETA MORTO

(HAIKU DE UM POETA MORTO)

São Paulo, 2020, 5'

Competitiva Brasil 5

De modo singelo e precioso, neste filme a memória se expõe como ilha de edição e o haikai como epifania de um instante. Todo feito em um aparelho móvel, o curta se endereça ao ser amado: nada a dizer, muito a declarar. A partir de uma fagulha de semelhança projetada na imagem de uma janela qualquer, alguém constrói um recado que se pretende capaz de atravessar terra e mar. Porém, uma carta, como testemunho daquilo que foi, é também indício do tempo que a atravessa e transforma os laços.

(Fabio Rodrigues)



direção Akira Kamiki

roteiro Akira Kamiki

produção Sofia Wickerhauser

elenco principal Julio Aracack

 

empresa produtora White Wolfy

 

contato sofiawick@hotmail.com