MÃTÃNÃG, A ENCANTADA

(MÃTÃNÃG, A ENCANTADA)

Minas Gerais, 2019, 14'

Competitiva Brasil 3

Realizado com os Maxakalis de Aldeia Verde (MG), este filme reconta, por meio da animação – com uma gama de cores, contornos e passagens –, uma história tradicional desse povo indígena. Mãtãnãg, seguindo os passos do espírito do seu companheiro morto, atravessa barreiras até chegar na aldeia dos mortos. O convívio neste outro plano faz ela escolher voltar à imanência. No entanto, a linha que separa os planos de existências é tênue, e rompê-la incide em transformações e retornos.

(Fabio Rodrigues)



direção Shawara Maxakali, Charles Bicalho

roteiro Pajé Totó Maxakali, Charles Bicalho

produção Charles Bicalho, Cláudia Alves, Marcos Henrique Coelho

animação Jackson Abacatu

fotografia Jackson Abacatu

montagem Charles Bicalho, Jackson Abacatu, Marcos Henrique Coelho
arte e figurino Charles Bicalho, Jackson Abacatu, Comunidade Maxakali de Aldeia Verde

som Guilherme Bahia

trilha sonora original Cantos tradicionais maxakalis

elenco principal Alexandre Maxakali, Ariston Maxakali, Cassiano Maxakali, Eliana Maxakali, Erismar Maxakali, Evaldo Maxakali, Gerente Maxakali, Mamei Maxakali, Marcinho Maxakali, Marco Maxakali, Paulinho Maxakali, Shawara Maxakali

 

empresa produtora Pajé Filmes

 

contato charlesbicalho@gmail.com