Nota Introdutória

(voltar)

NOTA INTRODUTÓRIA 

Por um caderno aberto  

Este caderno de fotogramas comentados foi pensado especialmente para a mostra dedicada à Carole Roussopoulos, que compõe esta edição do FestCurtasBH. Aqui, leitoras e leitores poderão adentrar um conjunto escrito por autoras convidadas a elaborar um comentário a partir de fotogramas dos filmes que indicamos. Todas essas mulheres críticas, curadoras e pesquisadoras de cinema tiveram a liberdade de escolher os fotogramas e o percurso de escrita. A inspiração primeira parte da seção “Fotograma comentado” da Revista Devires – Cinema e Humanidades (PPGCOM-UFMG), editada por integrantes do grupo de pesquisa Poéticas da Experiência. Uma forma de render homenagem à realizadora e ativista feminista Carole Roussopoulos e à revista que abriga tantas outras possibilidades de, com a câmera na mão, colocar o corpo na luta.  

as organizadoras

 


FOTOGRAMAS COMENTADOS 

Em meio ao abismo do não-saber
Genet parle d’Angela Davis 
por Lorenna Rocha

A dança engajada entre a rua e o rosto
Le FHAR  – Front Homosexuel d’Action Révolutionnaire 
por Carol Almeida

Da terra ao ar: a privação e a leveza em dois fotogramas de Munich
Munich 
por Patrícia Machado

Onde fica o coração da multidão?
Y’a qu’à pas baiser! 
por Ingá

O cinema operário e feminista de Carole Roussopoulos
LIP 1: Monique (1973) e LIP 5: Christiane e Monique (1976)
por Julia Fagioli

Nossas insubmissas companheiras de luta: notas sobre SCUM Manifesto
SCUM Manifesto 
por Carla Italiano

Romper a clausura, desmontar o teatro
Maso et Miso vont en bateau 
por Camila Vieira