Vaca Profana

17', São Paulo, 2017

Nádia (Roberta Gretchen Coppola, em performance notável) é uma travesti que deseja a maternidade. O curta elabora, de maneira simbólica e onírica, toda a espera envolvida em seu tornar-se mãe, através do difícil processo de adoção da filha de uma hesitante vizinha. (Mariana Souto)