Tributo a Safi Faye

E damos início a primeira sessão do Tributo a Safi Faye, com comentários da pesquisadora Janaína Oliveira.

Janaína Oliveira é doutora em História, professora no IFRJ (Instituto Federal do Rio de Janeiro) e Fulbright Scholar no Centro de Estudos Africanos da Universidade de Howard, em Washington (EUA). Atualmente é curadora do Encontro de Cinema Negro Zózimo Bulbul (RJ) e do FINCAR (Festival Internacional de Cinema de Realizadoras – PE), além de integrar as comissões de seleção de filmes do Festival de Brasília (DF), do Kinoforum (SP), da Semana dos Realizadores (RJ) e do Festival Visões Periféricas (RJ). Faz parte da APAN (Associação dos Profissionais do Audiovisual Negro) e é idealizadora e coordenadora do FICINE (Fórum Itinerante de Cinema Negro).

 

Considerada a primeira mulher africana a realizar um filme (La Passante, 1972) e igualmente a primeira a dirigir um longa-metragem lançado comercialmente (Kaddu Beykat, 1975), Safi Faye possui uma filmografia que se estende por mais de 45 anos e cuja envergadura, contundência e atualidade ainda estão para ser devidamente compreendidas e distinguidas.

A primeira sessão será realizada hoje, 11/08, às 17h no Cine Humberto Mauro, com as exibições dos filmes Selbé et Tant d’Autres (30’, Senegal, 1983/2017) e Tesito (27′, França, 1989)

No domingo, dia 12/08, no mesmo horário, teremos mais uma sessão comentada dedicada à cineasta.